sexta-feira, 26 de junho de 2015

Eleição da Diretoria Executiva do Grêmio Estudantil.

Eu acredito nos nossos alunos !
Tão logo receberam a notícia de que estavam abertas as eleições para o Grêmio nas escolas do nosso Município, organizaram-se em 5 chapas ! 
Fiz tudo que estava ao meu alcance para ajudá-los na realização do evento, e hoje, primeiro dia da eleição, fiquei muito orgulhosa de tudo que aconteceu. 

Aberta a chamada, resposta imediata !




Inscrições... alegria...
ESPERANÇA !




















Além das Chapas IGUALDADE, # EU SOU + EU e SUPER AÇÃO, também a FORÇ@ do BEM e a FÉ C/ FÉ fizeram inscrição, mas ainda não tiveram tempo para se deixar fotografar. Pena, já que são jovens, cheios da beleza que só a juventude tem.
Partiram então pra campanha. Começaram confeccionando cartazes com que enfeitaram os corredores da nossa Unidade Escolar.















              E o corpo a corpo, hem ?







                FOI MUUUUUIIITO BOM !!!










             O trabalho começou cedo !!!
                            Todos muito sérios...
                                         compenetrados.










                          ISSO NÃO É BRINCADEIRA !!!





Me surpreendeu a responsabilidade, a organização. Me sensibilizou o entrosamento.

Eu também sou Mário Piragibe !!!

Todos querendo saber mais de Democracia. Ansiosos por viver a Democracia.




Tudo na mais perfeita ordem.

Estão de parabéns nossos alunos.

É bem assim que se constrói o futuro !!!


domingo, 28 de setembro de 2014

A Animação "Feliz: A História de um Menino Chamado Feliz" no site do projeto Anima Escola

Postei hoje no site do Projeto Anima Escola/Anima Mundi sobre nossa animação "Feliz: A História de um Menino Chamado Feliz", confiram! link: http://www.animaescola.com.br/br/post/detalhe/153


Sinopse: A história de vida e aventuras de um menino chamado Feliz, que mora numa comunidade carioca ... Será que Feliz terá um final feliz?


Trabalho realizado pelo projeto "Anima Escola: Produção Autônoma 2013", no Núcleo de Arte Grande Otelo/6ªCRE-RJ, na sede do Núcleo e em uma oficina itinerante na E.M. Mario Piragibe, em 2013, com alunos do ensino fundamental I e II da rede municipal do Rio, da oficina "Animação Trash". A história do filme é uma adaptação (uma releitura) do livro "Vida de Pedro", criado pelos alunos da E.M. Mario Piragibe, sob a orientação da professora Letícia Aparício . Foi a professora Letícia, com a qual trabalhei no Projeto Cine Clube nas Escolas, SME-RJ, em 2012, que me convidou para esta aventura: criar uma animação envolvendo alunos da E.M. Mario Piragibe (escola na qual trabalhei por 28 anos como professora de Artes - e é sempre uma alegria retornar!) e alunos da oficina de vídeo-animação da sede do Núcleo de Arte Grande Otelo! "Feliz" participou do Festival Internacional de Animação Anima Mundi 2014, foi premiado no AnimaRio 2014, e vai participar da Mostra Geração/Festival do Rio 2014, do Festival de Animação de São Gonçalo - Anima-São 2014 - etc.



Professoras Letícia e Imaculada com alunos da E.M. Mario Piragibe/6ªCRE, durante a oficina itinerante de animação do Núcleo de Arte Grande Otelo

Postado por Imaculada Conceição Manhães Marins

sábado, 3 de maio de 2014

"RETRATO HEROICO": CENTENÁRIO DA REVOLTA DA CHIBATA (Histórico de Arte da Mario)



CENTO E UM ANOS DA REVOLTA DA CHIBATA: 1910-2011



Em 2010, realizei com meus alunos do Fundamental II, da E.M. Mario Piragibe (6ªCRE/SME-RJ) - como já mencionei em outra postagem na ocasião (22/11/2011) - Cem
Anos da Revolta da Chibata - um trabalho de artes visuais em homenagem aos Cem anos da Revolta dos Marinheiros por melhores condições de trabalho, de alimentação e pelo fim dos castigos físicos (chibatadas), aplicados pela Marinha da época (1910). Em 2008, já havia realizado um outro trabalho  sobre o tema na escola (ver: http://artemariopiragibe.blogspot.com.br/2010/05/joao-candido-e-revolta-da-chibata.html).

Conhecida como a "Revolta da Chibata", este acontecimento, que marcou a História do Brasil e da cidade do Rio de Janeiro, teve como líder o marinheiro João Cândido, que a partir de então recebeu popularmente a alcunha de "Almirante Negro".

O trabalho com os alunos resultou em dois vídeos, uma versão sem "efeitos" e outra com interferências tanto nos desenhos (retrato de João Cândido) como nos retratos dos alunos - pelo programa Windows Movie Maker, utilizando-se do recurso: "Limite".

Só em novembro deste ano, 2011, é que tivemos a oportunidade de expor para a comunidade escolar a proposta, graças a participação da escola na Semana da Consciência Negra. Montamos dois murais com algumas das imagens e, numa sala , preparada pelos alunos do Projeto Guardiões da Escola, exibimos (em sessão contínua) as duas versões do vídeo.



VÍDEO REALIZADO EM 2010 E EXIBIDO EM 2011

RETRATO HEROICO: HOMENAGEM AOS CEM ANOS
DA REVOLTA DA CHIBATA (1910-2010)

Herói para alguns, um "anti-herói" para outros...
a História não podia ficar indiferente a este notável homem:
João Cândido Felisberto!
Assistam ao vídeo!




SEMANA DA CONSCIÊNCIA NEGRA (nov./2011)

MOSTRA FEIRA INTEGRADA




Os monitores da exibição na Feira Integrada: alunos do Projeto Guardiões da Escola



A EXIBIÇÃO EM SESSÃO CONTÍNUA DO VÍDEO


Sessão contínua dos vídeos produzidos pelos alunos



Murais com os trabalhos



A PROPOSTA DE ARTE 2ºsem./2010: "RETRATO HEROICO":
HOMENAGEM AOS CEM ANOS DA REVOLTA DA CHIBATA: 1910-2010

Sem perder o foco de minha disciplina, que é as Artes Visuais/Artes Plásticas, trabalhamos este tema multidisciplinar, em que precisamos tomar conhecimento não apenas dos elementos básicos da linguagem visual (cor, forma, composição, espaço etc.; gêneros de pintura: retrato etc.), mas também nos adentrarmos em temas que dizem respeito a outras áreas do conhecimento: no caso, a História do Brasil.
Este ano, 2011, na linguagem das Artes Visuais, dei relevo às artes urbanas e ambientais. De início, pensei em trabalhar o "lambe-lambe", que é uma arte de rua com a técnica de colar cartazes nas paredes. Os alunos pesquisaram sobre várias modalidades de arte urbana e assistimos a vários vídeos interessantes sobre lambe-lambe, stickers, estencil etc.).
De acordo com a proposta do Conexão das Artes SME-RJ, fiz o workshop para professores da rede com o artista Antônio Bokel, sobre intervenção urbana, em que finalizamos com uma intervenção lambe-lambe numa parede em frente ao Calouste Kulbenkian (local onde aconteceu o curso). Eu conversei com meus alunos como havia sido esta experiência no workshop do Bokel. Eu pretendia que meus alunos não ficassem só na teoria ou só na visualidade "distante" dos vídeos, eu queria propor a eles uma intervenção com esta técnica.
Porém, por "questões técnicas", digamos assim, a proposta precisou ser adiada. A proposta era intervir num muro interno da escola com reproduções (fotocopiadas) do retrato de João Cândido, onde os alunos criariam outras interferências a partir da montagem. Com as cópias em mãos, mas (ainda) sem o restante do material, lancei a proposta deles intervirem (individualmente), com o material que eles tivessem em mãos (canetinhas, lápis de cor, tinta guache, giz de cera...), na imagem fotocopiada (na proposta anterior, seria uma interferência coletiva direta nas imagens fixadas no muro pela técnica do lambe-lambe).
A ideia de trabalharmos o gênero artístico retrato é que alunos de algumas de minhas turmas tiveram a oportunidade de visitar a exposição "Zerois: Ziraldo na tela grande" e "Anita Malfatti: 120 anos" no CCBB-RJ. Eu pretendia tê-los levado também para verem a exposição "Parede" no CCJF (mas não conseguimos o transporte). De posse do o material do setor educativo, eu repassei o conteúdo das exposições para os alunos/turmas que não puderam ir (disponibilizaram só dois ônibus e eram seis turmas de uma média de 40 alunos por turma). O rico material do setor educativo do CCBB sobre a exposição de Anita enfocava o "retrato". A exposição de Ziraldo mostrava os heróis das HQs e desenhos animados em situações cotidianas (num asilo de idosos, assistindo TV, num encontro amoroso etc.). Eram, em sua maior parte, "apropriações" de obras artísticas/históricas.
Levei para minhas turmas a questão: "que relação podemos ver entre os retratos da exposição de Malfatti e os heróis da exposição de Ziraldo com o retrato de João Cândido, líder da Revolta da Chibata (no qual vocês agora estão criando interferências artísticas)"? Não foi difícil a correlação: tal como Anita Malfatti, os alunos puderam (re)criar retratos de um herói de nossa história brasileira e carioca, um herói de carne e osso, que viveu situações cotidianas, tal como os super-heróis das grandes telas de Ziraldo (uma das revindicações da "Revolta" era bem "cotidiana", reivindicava-se melhores condições de trabalho e de alimentação, além, claro, do fim dos castigos físicos, pela qual a revolta dos marinheiros de 1910 ficou conhecida como a Revolta da Chibata).
Escolhemos apresentar os trabalhos através da linguagem do vídeo e do retrato fotográfico. A interferência no retrato fotocopiado de João Cândido foi trabalho de sala de aula para todos os alunos de minhas turmas (mas só escolhemos alguns para escanear - havia quase 300 trabalhos!); já a fotografia (o retrato dos alunos da escola) foi opcional, participava quem quisesse, inclusive alunos de uma das turmas em que eu não lecionava na época quiseram ser fotografados (vários alunos desta turma, 1604, antiga 5ª série, participaram este ano, 2011, voluntariamente em algumas de minhas propostas nas aulas de Artes, como, p.ex., "Os Guardiões da Escola Mario Piragibe: ativismo pela preservação do meio ambiente escolar").
Os alunos assistiram a vários vídeos sobre o episódio histórico da Revolta da Chibata, tanto voluntariamente, através de pesquisas individuais no Youtube, como obrigatoriamente, durante as aulas (para isso, contei com a estimável colaboração dos colegas professores de História: Talita Oliveira e Rafael Rossi). Os alunos fizeram ainda pesquisas (na Internet, na Sala de Leitura da escola etc.).
Montamos o vídeo com a música de João Bosco e Aldir Blanc, O Mestre Sala dos Mares (em que os alunos - em sala de aula, a partir de um vídeo que uma aluna conseguiu no YouTube -, confrontaram as duas versões da letra: a atual e a proibida pela censura militar da época), e finalizamos com os dizeres da placa comemorativa que acompanha o monumento do Marinheiro João Cândido na Praça XV, Rio de janeiro, inaugurada em 2008 (quando de sua anistia): agora, há bem mais do que somente "as pedras pisadas do cais"!

INTERFERÊNCIAS NO RETRATO DE JOÃO CÂNDIDO: MANIPULAÇÃO DA IMAGEM FOTOCOPIADA ATRAVÉS DE RECURSOS DISPONÍVEIS NUMA SALA DE AULA REGULAR (lápis de cor, canetinha hidrocor, giz de cera, tinta guache)







VISITA DOS ALUNOS À EXPOSIÇÃO ZERÓIS: ZIRALDO NA TELA GRANDE (CCBB/RJ)








VISITA DOS ALUNOS À EXPOSIÇÃO ANITA MALFATTI (CCBB/RJ)




Profa. Talita, de História, e nossos alunos, no CCBB-RJ


VÍDEOS ASSISTIDOS EM AULA

Diversos curtas do Youtube sobre o tema (1) e ainda outros, como, por exemplo, "Memórias da Chibata", ficção, de Marcos Marins, e "João Cândido e a Revolta da Chibata", documentário, de Produção da Turma Balacobaco (2004) da Escola de Audiovisual Nós do Cinema.







NOTA:
(1) Ver ainda os outros posts de nosso trabalho neste tema: